Miguel Fragata

Nasceu no Porto, em 1983. É licenciado em Teatro pela ESTC. Completou o Bacharelato em Teatro na ESMAE. Fundou e dirige com Inês Barahona a Formiga Atómica (FA), onde trabalha sobretudo como encenador. Das suas criações e encenações destacam-se os espectáculos “Montanha-Russa”, “Do Bosque para o Mundo” (cuja francesa “Au-Delà de la Forêt, le Monde”, se apresentou recentemente no Festival d’Avignon), “The Wall” e “A Caminhada dos Elefantes”.  As suas criações inscrevem-se em questões contemporâneas e destinam-se a todo o público. Os espetáculos são habitualmente antecedidos por períodos de pesquisa motivados pela questão e/ou públicos que abordam. Os projetos da Formiga Atómica circulam regularmente por todo o território nacional, França e Bélgica. Desenvolve regularmente projetos de relação entre as artes e a educação, através da criação de oficinas artísticas, visitas encenadas e pequenos espetáculos para diversas instituições. Colabora também com a editora Orfeu Negro, através da criação de leituras encenadas.

Vai Andarilhar por Beja em:

23 de agosto quinta-feira
15h00 OLHARES 
Miguel Fragata | Pedro Giestas:
“A partir do indizível”
Auditório da BMB #

# inscrição BOL