Maria José Barriga

Iniciou os estudos musicais em Beja, sua cidade natal. Realizou o Curso Geral de Piano e o Diploma Final de Cravo no Conservatório Nacional de Lisboa, tendo estudado com Gilberta Paiva e Cremilde Rosado Fernandes. Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da U.C.Lisboa.

Em 1987 foi convidada pelo Professor Ton Koopman a integrar a sua classe de Cravo na Holanda. Iniciou os seus estudos superiores no Conservatório Superior de Haia com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian e licenciou-se como Músico Docente – Cravo, em 1992, sob a orientação do mesmo Professor.

Participou em diversos Cursos de Música Antiga, nos quais trabalhou com cravistas como Glenn Wilson, Robert Wooley, Ketil Haugsand, Bob Van Asperen e Ton Koopman.

Exerce regularmente atividade concertística enquanto cravista, a solo, em grupos de câmara e orquestras. Realizou concertos em Portugal, Espanha, Holanda, Alemanha, México.

Concluiu o Mestrado em Ciências Musicais (Etnomusicologia) em 2000 na Universidade Nova de Lisboa, orientada pela Professora Doutora Salwa Castelo Branco. Publicou o livro intitulado Cante ao baldão. Uma prática de desafio no Alentejo, pela editora Colibri, que teve por base a sua investigação etnomusicológica no Mestrado. Atualmente está a concluir o Doutoramento em Etnomusicologia sobre os novos paradigmas de transmissão das práticas performativas repentistas no sul de Portugal. Investigadora do Cesem/Nova de Lisboa.

Docente na Academia de Música Santa Cecília e no Instituto Gregoriano de Lisboa. Criadora e Presidente do Estúdio Mousiké, em Lisboa, um espaço dedicado ao ensino e prática das artes performativas.

Vai Andarilhar por Beja em:

24 de agosto sexta-feira
18h00 Encontros da Mouraria
Alexis Pimienta / repentista / Maria José Barriga (Etnomusicóloga – cantos ao desafio)
Auditório da Mouraria